Tracera
Sistema de Cromatografia Gasosa de Alta Sensibilidade


Tracera

O novo sistema de cromatografia gasosa TRACERA foi desenvolvido para atender as demandas por análises de alta sensibilidade de compostos diversos. O sistema é composto pelo cromatógrafo gasoso de alto desempenho GC-2010 Plus e o novo detector de ionização por plasma BID-2010 Plus.

 

 

 

 


Tracera

Tecnologia de plasma para análises de traços

No detector de ionização por plasma (BID-2010 Plus), plasma de 17,7 eV é gerado com aplicação de alta voltagem em uma câmara dielétrica de quartzo, na presença de gás Hélio à temperatura ambiente. Assim, os compostos eluidos são ionizados pela energia do plasma e detectados pelo eletrodo coletor, sendo então convertidos em sinal analítico.

 

 

Tracera

 

Alta sensibilidade

 

No BID-2010 Plus a ionização dos compostos da amostra é feita pela alta energia do plasma de He, o que permite análises de alta sensibilidade quando comparado com outros detectores (até 100 vezes superior à de um TCD convencional e até 2 vezes superior à de um FID).

 

Novo detector universal

 

O detector BID-2010 Plus pode ser considerado um detector universal, pois pode ser utilizado para todos os compostos exceto He (gás de arraste) e Ne.

 

Compostos detectados:

 

Detector Compostos
Detector de ionização por plasma (BID) Todos, exceto He e Ne.
Detector de condutividade térmica (TCD) Todos, exceto gás de arraste.
Detector de ionização por chama (FID) Compostos orgânicos voláteis, exceto formaldeído e ácido fórmico.

 

Estabilidade

 

O plasma é gerado dentro do tubo de quartzo sem contato direto com o eletrodo. Desta forma, por não sofrer degradação, o eletrodo possui maior estabilidade, sem necessidade de manutenção constante.